Saiba o que fazer para ser aprovado na perícia do INSS

Reúna documentos atualizados que comprovam a incapacidade laborativa.

O laudo médico pericial é exigido para a concessão de benefícios previdenciários, como é o caso do auxílio-doença, do auxílio-acidente e da aposentadoria por invalidez. Veja algumas dicas sobre o que fazer para ser aprovado na perícia do INSS.

O Instituto Nacional do Seguro Social tem uma equipe de médicos que prestam o serviço de perícia médica. Para ter acesso a esse atendimento, o segurado precisa agendar pela internet, imprimir o comprovante e aguardar a data para se consultar com um médico.

Entregar os exames é uma das dicas sobre o que fazer para ser aprovado na perícia do INSS.

Na consulta, o médico do INSS faz algumas perguntas ao cidadão e analisa as suas condições físicas, a fim de comprovar a incapacidade laborativa.

Dicas sobre o que fazer para ser aprovado na perícia do INSS

É comum os segurados ficarem nervosos na hora de agendar perícia médica, afinal, o INSS nega quase a metade dos pedidos de auxílio-doença.

Não basta apenas marcar perícia médica online e aguardar o dia do atendimento. É necessário se preparar para a consulta e saber como se comportar diante do médico para não ter o pedido indeferido. Veja a seguir algumas dicas:

1 – Leve o comprovante de agendamento e carteira de trabalho

No dia da perícia, leve o comprovante de agendamento, ou seja, o número do protocolo de atendimento. Caso não tenha anotado, entre em contato com a central 135 para obter o dado. Além disso, é fundamental ter em mãos a carteira de trabalho para que o médico do INSS possa saber a sua ocupação profissional.

2 – Apresente provas

Não basta chegar para o médico do INSS e alegar problema de saúde. Você deve comprovar a incapacidade laborativa por meio de laudos, atestados e exames médicos. Organize essas provas na ordem cronológica para agilizar o atendimento.

Em caso de uma internação recente, entregue ao médico do INSS uma cópia do prontuário.

3 – Entregue um relatório médico

Quem sofre com uma doença incapacitante geralmente faz acompanhamento com um especialista. Solicite a ele um relatório médico com os CID’s correspondentes. Esse histórico deve apresentar também os tratamentos que já foram realizados e os remédios receitados.

4 – Foque em apenas um problema de saúde

Considere uma trabalhadora que tem dores nas costas, depressão e Esclerose Múltipla. Ao invés de apresentar provas de todos os problemas de saúde, ela deve focar em apenas um, o mais incapacitante (no caso seria Esclerose Múltipla). Os laudos, exames e relatório médico devem tratar sobre esse problema.

5 – Os documentos devem ser atuais

Fique atento às datas dos documentos comprobatórios: eles precisam ser emitidos em no máximo três meses antes a perícia médica do INSS. Laudos e exames desatualizados podem não ser aceitos pelo médico.

6 – Responda as perguntas do perito

Evite cenas ou conversas desnecessárias com o médico. Você deve responder apenas o que ele perguntar, de forma clara e direta.

Após analisar as condições do trabalhador, o perito pode autorizar um benefício diferente daquele que foi solicitado. Além do auxílio-doença, o médico pode autorizar o auxílio-acidente (incapacidade parcial e permanente) ou aposentadoria por invalidez (quando a incapacidade é total e permanente).

Em caso de benefício negado, o segurado pode entrar com recurso junto ao próprio INSS ou abrir um processo judicial.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Saiba o que fazer para ser aprovado na perícia do INSS

Comente