Revisão de Auxílio Doença: entenda como funciona

A revisão de auxílio doença está mexendo com a vida de milhares de trabalhadores brasileiros que, apesar de estarem recebendo o benefício, agora terão que comprovar a real necessidade do mesmo.

Anunciada em julho, a medida passou a valer em setembro, quando o pente-fino do INSS começou a convocar os trabalhadores que recebem o auxílio-doença há mais de dois anos por conta de invalidez.

O INSS está convocando trabalhadores para revisar o auxílio-doença. (Foto: Divulgação)

Você faz parte do público-alvo que será atingido pelas mudanças? Então vá até o final do texto de hoje para entender todos os seus direitos e deveres em relação à revisão do auxílio doença!

Como funciona a revisão de auxílio doença?

A revisão de auxílio doença será feita, ao todo, com cerca de 530 mil beneficiários e outros 1,1 milhão de trabalhadores que se aposentaram por invalidez.

A primeira coisa importante a se dizer é: quem já tem mais de 60 anos e aposentou-se por invalidez está fora do pente-fino. Para os outros, que serão convocados para comprovar a necessidade do auxílio, o processo é até bem simples de entender.

A primeira convocação deve ser de 75 mil beneficiários que têm até 39 anos e mais de 2 anos recebendo o auxílio-doença sem ter passado por perícia. O restante do público, que não se encaixa nesses requisitos, segue aguardando novas informações do governo.

Serão convocados principalmente os beneficiários com menos de 39 anos de idade e mais de 2 anos de auxílio-doença. (Foto: Divulgação)

Segundo o que recomendou o congresso, nenhum beneficiário precisa se desesperar para procurar mais informações em agências do INSS, já que todos os envolvidos receberão suas respectivas convocações para a revisão de auxílio-doença.

Beneficiários sem endereço fixo ou morando em regiões onde os Correios não atuam também não devem se preocupar: tudo será informado através de editais publicados em imprensa oficial.

Fui avisado, o que fazer agora?

Se você já recebeu o aviso de que precisa fazer a revisão do seu auxílio-doença, o próximo passo é ligar para o telefone 135 e agendar sua perícia. Você tem 5 dias úteis para fazer isso.

Caso o agendamento não seja efetuado pelo beneficiário cadastrado, o benefício é suspenso e o usuário agora precisará ir até uma agência do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para marcar sua perícia.

No dia da perícia, o interessado em manter o benefício deve apresentar seus atestados e exames médicos para comprovar a necessidade real de recebimento do benefício.

O resultado da perícia geralmente já estará disponível no dia seguinte, através do número 135 ou online pelo próprio site do INSS.

Qual a necessidade da revisão?

O Governo acredita que muitos brasileiros estão recebendo o benefício sem precisar de verdade. (Foto: Divulgação)

A revisão de auxílio doença foi proposta pelo governo Michel Temer para cortar gastos. Os argumentos são os de que existem milhares de casos em que beneficiários recebem o dinheiro sem precisarem de verdade dele.

A ação deve render uma economia de mais de R$120 milhões ao mês aos cofres públicos.

Agora que você já sabe tudo sobre a revisão de auxílio doença, ficou mais simples entender se o seu benefício deve continuar sendo recebido, certo? Então não se preocupe, basta esperar a convocação para comprovar sua necessidade.

Restaram dúvidas? Então deixe um comentário abaixo. Responderemos o mais breve possível!

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 2

Revisão de Auxílio Doença: entenda como funciona

Comente