Calendário INSS 2019: tabela de pagamento [ATUALIZADA]

Beneficiários que recebem o piso previdenciário podem sacar o pagamento primeiro.

Os aposentados e pensionistas já podem consultar o calendário de pagamentos do INSS 2019. No início do ano, o Instituto Nacional do Seguro Social publicou no seu portal oficial as datas dos depósitos dos benefícios.

Todo ano, a Previdência Social publica um novo calendário, com as datas exatas que as pensões, auxílio doença e aposentadorias são creditadas. Dessa forma, os beneficiários já conseguem se planejar para sacar o dinheiro, mês a mês.

Como funciona os pagamentos do INSS?

A forma como o INSS conduz os pagamentos de aposentadorias e pensões não mudou. Ela funcionará como nos anos anteriores, ou seja, obedecendo a mesma sequência. Quem ganha um salário mínimo por mês recebe primeiro.

Aposentados e pensionistas que recebem até um salário mínimo poderão sacar os seus benefícios de janeiro entre os dias 25 de janeiro e 7 de fevereiro. Já os segurados que recebem valores acima do piso nacional terão os depósitos liberados a partir do dia 1º de fevereiro.

Outro dado que determina as datas de pagamento do INSS é o número do benefício, mais precisamente o final do cartão (sem considerar o dígito verificador). Segurados com último dígito igual a 1 recebem primeiro, enquanto aqueles com final igual a zero recebem pensões e aposentadoria por depois. Ao verificar o cartão, é importante considerar o último número, que aparece antes do traço.

Calendário de pagamentos INSS 2019

Nos cinco últimos dias úteis de cada mês, inicia-se o pagamento das pessoas que recebem o piso previdenciário, ou seja, o salário mínimo. Já nos cinco primeiros dias do mês que começa, o INSS transfere os valores dos beneficiários que ganham acima do piso. Essa sequência se encarrega de tornar os pagamentos mais organizados.

Confira abaixo a tabela de pagamentos INSS, referente ao ano de 2019 (para ampliar, clique na imagem).

Tabela de pagamentos do INSS.

Como interpretar o calendário?

Interpretar o calendário INSS 2019 é bem simples. Considere o seguinte exemplo prático:

José recebe aposentadoria no valor de dois salários mínimos. O número final do benefício, antes do dígito verificador, é 4. Isso significa que o dinheiro, referente à competência de dezembro de 2018, estará disponível na conta para saque a partir de 07 de janeiro de 2019.

Vamos supor que José também recebe uma pensão por morte da sua esposa, essa com o valor de um salário mínimo e número final igual a 6. De acordo com o novo calendário do INSS 2019, o benefício de dezembro/2018 poderá ser sacado a partir do dia 02 de janeiro.

Consulta e saque

Aproximadamente 34 milhões de brasileiros vão receber aposentadorias e pensões no próximo ano. Vale lembrar que, se o dia do pagamento de benefícios cair no sábado, domingo, ou feriado, o depósito ocorrerá no próximo dia útil.

Assim que o dinheiro for transferido pelo INSS, o aposentado ou pensionista pode sacá-lo. Para isso, basta comparecer ao caixa eletrônico do banco responsável e usar o cartão do benefício.

A Previdência Social também oferece um serviço de consulta online, que pode ser acessado através do aplicativo Meu INSS ou pelo portal meu.inss.gov.br. O caminho para verificar os depósitos, mês a mês, é simples. Basta acessar o item “Histórico de Crédito de Benefício”.

Recebimento em conta bancária

Quem cria uma conta corrente, exclusiva para receber o benefício previdenciário, conta com um pacote de serviços básicos gratuitos, que são assegurados pela Lei do Banco Central. Esse pacote oferece sem cobrar taxas: 2 extratos por mês, 4 saques em guichê de caixa ou terminal de autoatendimento, 2 transferências para contas do mesmo banco, 10 folhas de cheque por mês e consultas ilimitadas ao saldo pelo internet banking.

No caso de recebimento em conta poupança, os bancos trabalham com regras diferentes. O Itaú, por exemplo, tem um limite de retirada por mês. Vale a pena conferir as regras da instituição financeira e suas restrições.

Alteração de conta bancária para recebimento

Se o beneficiário quiser, ele pode mudar a conta bancária na qual o seu benefício é depositado todo mês. Para isso, no entanto, é importante que a instituição financeira tenha convênio com o Instituto Nacional do Seguro Social.

O aposentado ou pensionista precisa se dirigir até a agência bancária onde possui conta e solicitar a transferência de benefício. É fundamental que essa unidade do banco esteja localizada no mesmo estado onde se encontra a agência do INSS responsável pela manutenção da pensão ou aposentadoria.

Quem deseja alterar a conta para receber os pagamentos do INSS também pode agendar atendimento direto na unidade do Instituto Nacional do Seguro Social. Para isso, basta usar a internet para realizar o agendamento.

No dia do atendimento presencial, o segurado deve ter em mãos um documento de identidade com foto e o número do CPF. Ele terá que preencher um formulário de alteração de dados bancários.

Quem recebe pelo calendário do INSS?

O calendário serve de guia para quem recebe os seguintes benefícios do INSS:

  • Aposentadoria por invalidez;
  • Aposentadoria por idade;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Salário maternidade;
  • Salário Família;
  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-doença;

Tabela de alíquotas de contribuição

As alíquotas de contribuição mensal do INSS variam de acordo com o salário nominal do contribuinte. Em 2019, os valores são:

  • Até R$ 1.751,81: 8%
  • De R$ 1.751,82 a R$ 2.919,72: 9%
  • De R$ 2.919,73 até R$ 5.839,45: 11%

O contribuinte individual ou facultativo, para ter direito a aposentadoria e demais benefícios, precisa contribuir com 20% ao mês. Os valores mensais variam de R$ 199,60 (salário mínimo) a R$ 1.167,89 (teto).

Ainda tem dúvidas sobre a tabela do INSS 2019? Entre em contato pela central de atendimento 135. Os atendentes ficam disponíveis de segunda a sábado, das 8h às 23h.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 34

Calendário INSS 2019: tabela de pagamento [ATUALIZADA]

1 comentário

  • Lidiane oliveira santos:

    Eu estou prescisando

    Responder

Comente