Quanto rende o FGTS? Entenda o cálculo e tire suas dúvidas

Assim como ocorre com a poupança, a conta do FGTS também possui rendimento!

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um direito adquirido pelo trabalhador que possui carteira assinada, e funciona como uma espécie de poupança a qual ele terá direito em alguns casos específicos. O empregador deposita neste fundo o correspondente a 8% do salário do empregado. Desse modo, assim como funciona com a poupança, o fundo de garantia também possui rendimentos mensais. Mas quanto rende o FGTS? Esta é a pergunta que muitos trabalhadores fazem e neste artigo nós iremos respondê-la e tirar todas as suas dúvidas.  

O FGTS rende aproximadamente 3%

O rendimento do fundo de garantia não é alto. (Foto: Divulgação).

Vale destacar que o desconto no salário do funcionário destinado ao FGTS é obrigatório. O depósito é feito em uma conta da Caixa Econômica Federal, no nome do empregado. Assim, conforme ele se mantenha no emprego, o valor do FGTS só aumentará. 

Quanto rende o FGTS?

De acordo com e Lei nº 8.036 de 1990 que dispõe sobre o funcionamento do FGTS, o valor que é depositado no fundo de garantia do trabalhador é corrigido monetariamente todo dia 10 de cada mês. A base de correção monetária é de 3% ao ano, associada ainda a Taxa de Rendimento (TR). 

O valor dessa correção monetária é feita com base na poupança no país, além de variar de acordo com a taxa de inflação no momento. Isso significa dizer que em alguns casos o valor da rentabilidade pode ser pouco maior que os 3%. Um exemplo disso, é que em 2017 o rendimento do FGTS chegou a 3,67%. 

Embora possa variar, o rendimento do FGTS ainda está abaixo dos demais rendimentos como é o caso da poupança e da renda fixa do Tesouro Direto.

Veja abaixo a comparação desses rendimentos:

  • Rendimento FGTS: 3% + TR
  • Rendimento da Poupança: 6,17% + TR
  • Rendimento Tesouro Direto: 6,50%

Como calcular quanto rende o FGTS?

Para deixar mais clara a visualização do rendimento do FGTS, tomaremos como exemplo um trabalhador que recebe R$ 2.000,00 de salário. Neste caso, será descontado mensalmente o valor de 8% do quanto ele recebe, o que daria uma quantia de R$ 160,00 destinado ao fundo de garantia.  

Para saber, portanto, qual será o rendimento em um ano do FGTS, basta multiplicar este valor (R$ 160) por 12 meses, o que dá uma quantia de R$ 1.920,00. Porém, considerando que o fundo de garantia rende 3% ao ano mais o TR, este valor sobe para aproximadamente 1.977,60, isto é, 3% em cima de R$ 1.920,00. 

Quem tem direito ao FGTS?

Como já dito anteriormente, todos os trabalhadores que estão sob o regime CLT possuem o direito ao recebimento do beneficio. Porém, o quadro de trabalhadores que também possuem esse direito aumentou. 

Veja a seguir, quais categorias profissionais têm o direito ao fundo de garantia:

  • Trabalhadores sob o regime CLT;
  • Trabalhadores rurais;
  • Trabalhadores intermitentes (quando a prestação do serviço não é contínua);
  • Trabalhadores temporários (quanto a prestação do serviço é por tempo determinado);
  • Trabalhadores avulsos (que presta serviço para inúmeras empresas, mas é contratado por um sindicato);
  • Trabalhadores rurais que atuam apenas em períodos de colheita, os chamados Safreiros;
  • Atletas profissionais;
  • Empregado doméstico (Obrigatório desde 2015).

E quem não tem direito ao recebimento do FGTS?

  • Os trabalhadores eventuais e que não estejam sujeitos a ordem nem a horários;
  • Trabalhadores autônomos;
  • Servidores públicos, civis e militares, que estão sujeitos a regime trabalhista próprios. 

O que fazer para receber o benefício?

O FGTS pode ser sacado em qualquer agência da Caixa Econômica Federal, ou em um banco conveniado. A documentação que deve ser apresentada para o saque varia de acordo com a razão da retirada do FGTS, que pode ser demissão sem justa causa, aposentadoria, para a compra de um imóvel, em caso de doença grave, entre outros.

O trabalhador deve ficar atento ao prazo para receber o benefício que é de até cinco dias úteis após o empregador comunicar a Caixa Econômica o término do contrato empregatício com o funcionário. 

Para tanto, existem três formas de você realizar o saque do FGTS. Veja abaixo quais são elas:

  • Caso o saque seja até R$ 1.500: aqui o trabalhador pode sacar diretamente em um caixa eletrônico, utilizando a senha do cartão cidadão. O saque ainda pode ser feito em casas lotéricas, ou correspondentes bancários da Caixa Econômica Federal. Neste caso é necessário apresentar documento oficial com foto e o cartão cidadão. 
  • Caso o saque seja entre R$ 1.500 e R$ 3.000: o saque pode ser feito da mesma forma do caso acima;
  • Acima de R$ 3.000: neste caso o saque do FGTS só pode ser feito nos caixas localizado dentro das agências da Caixa Econômica Federal. Além disso, um documento oficial com foto deve ser apresentado. 

Para os titulares das contas que estejam residindo fora do país, é possível se dirigir ao consulado brasileiro habilitado para esta finalidade. As razões para o direito ao recebimento do FGTS são as mesmas.

Mas é importante que o trabalhador tenha conta bancária na Caixa ou em outro banco no Brasil. Caso não tenha, é possível utilizar a conta de alguém de confiança pra receber o dinheiro. 

Restou alguma dúvida sobre quanto rende o FGTS e como fazer o cálculo do valor? Deixe um comentário. Aproveite a visita e veja como consultar o seu extrato.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

Quanto rende o FGTS? Entenda o cálculo e tire suas dúvidas

Comente