Auxílio Acidente 2018: valor, requerimento e muito mais

Benefício é concedido ao segurado que fica com capacidade de trabalho reduzida após um acidente.

Você tem dúvidas sobre o auxílio acidente 2018? Então leia a matéria e confira tudo sobre esse benefício previdenciário. Veja detalhes sobre valor, requerimento, quem tem direito e muito mais.

O trabalhador que fica com sequelas após um acidente de trabalho pode solicitar esse benefício. (Foto: Divulgação)

O auxílio-acidente normalmente é concedido ao segurado que recebeu auxílio-doença, mas que, ao final do seu tratamento, continuou com alguma incapacidade permanente para o trabalho. Ou seja, algo que impede a realização plena das atividades.

O que é o auxílio-acidente 2018?

O auxílio-acidente 2018 é um benefício previdenciário, concedido ao segurado do INSS. Ele pode ser solicitado quando o trabalhador passa por um acidente de trabalho e fica com uma sequela permanente, ou seja, que reduz a sua capacidade de realizar as atividades normalmente.

A concessão do auxílio-acidente pelo Instituto do Seguro Social só acontece após a avaliação pericial. O médico perito do INSS realiza uma avaliação clínica no trabalhador e verifica se a sequela incapacitante realmente existe. Se a resposta da perícia médica for positiva, é possível dar entrada no benefício.

O auxílio-acidente funciona como uma indenização por causa do acidente de trabalho. O segurado recebe o benefício previdenciário, mas não precisa necessariamente parar de trabalhar, como acontece com o auxílio-doença.

Quem tem direito ao auxílio acidente?

Para requerer auxílio-acidente, é necessário ser trabalhador urbano, rural, doméstico ou avulso. Não existe tempo mínimo de contribuição. Contribuintes facultativos e individuais não têm direito a esse benefício.

Todos os casos de acidentes de trabalho que geram uma redução permanente na capacidade de trabalhar garantem o benefício.

Valor do auxílio-acidente

O valor do auxílio-acidente corresponde a 50% do salário de benefício que deu origem ao auxílio-doença. Para quem não sabe, a Previdência Social chama de “salário de benefício” o primeiro cálculo que o sistema realiza para chegar ao valor pago ao cidadão mensalmente.

Vamos a um exemplo prático:

João possui 5 anos de contribuição. Ele trabalha como operador de máquinas numa indústria, mas sofreu um acidente de trabalho. Esse fato dificultou os movimentos dos dedos, por isso não consegue exercer suas tarefas com o mesmo desempenho. Ele recebeu salário de benefício de R$2.000,00. Pela regra dos 50%, o seu auxílio-acidente será de R$ 1.000,00.

Requerimento de auxílio-acidente

O segurado do INSS deve agendar atendimento. (Foto: Divulgação)

Você acha que tem direito ao auxílio-acidente? Então preencha o requerimento e faça o agendamento no INSS. Caso as condições de redução de capacidade laborativa existam de fato, o benefício será autorizado pela perícia médica.

É possível agendar o pedido de auxílio-acidente pela internet. Para isso, basta acessar o Dataprev e fazer o requerimento. O Sistema de Administração de Benefício por Incapacidade, que também serve para solicitar auxílio-doença, vai gerar um requerimento que deve ser impresso e apresentado no dia da perícia médica.

Se, por alguma eventualidade, o trabalhador não pode comparecer ao dia e horário marcados, ele terá que fazer a remarcação, com pelo menos três dias de antecedência.

Documentos necessários

Compareça à agência do INSS, no horário e na data marcada pelo agendamento, portando um documento de identificação com foto e o número do CPF.

Já no dia da perícia, é necessário apresentar documentos médicos que certificam limitações de capacidade laborativa. Somente assim é possível justificar a solicitação de auxílio-acidente.

E aí? Restou dúvidas sobre o auxílio-acidente 2018? Entre em contato pelo telefone 135 e solicite mais informações.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 44

Auxílio Acidente 2018: valor, requerimento e muito mais

3 comentários

  • Marcelo Aparecido:

    Boa noite ! Eu fiquei quase 7 anos no auxílio doença previdenciário motivo sequelas de osteomielite e uma fratura no Planalto tibial e limitação de percurso longo e dor qual meu direito gostaria de uma ajuda !

    Responder
  • Diego:

    ganhei na justiça federal o auxilio doença mais não cessaram o meu auxilio acidente tô recebendo os dois beneficio normal

    Responder
  • weliton buges da silva:

    Ganhei judicialmente benéfico.como fasso para saber se já foi emplantado?

    Responder

Comente