Central de Atendimento 135: serviços disponíveis pelo telefone do INSS

Com capacidade para atender 5 milhões de segurados por mês, veja quais são as funcionalidades dessa ligação!

Para muitas pessoas realizar consultas ou qualquer tipo de procedimento no “modo on” ainda parece um bicho de sete cabeças. Com isso, aquele velho telefoninho acaba sendo a melhor opção.  E para assuntos ligados a Previdência, a central de atendimento 135 disponibiliza alguns serviços que podem ajudar a fazer agendamentos e tirar dúvidas sem precisar sair de casa.

Entenda para que serve a Central de Atendimento 135.

Aposentados, pensionistas e segurados podem contar com o atendimento telefônico do INSS. (Foto: Divulgação)

Central de atendimento 135: você sabe para que serve?

Torna-se cada vez mais comum a gama de procedimentos digitalizados.  Uma prova disso é que hoje, com apenas alguns cliques, é possível ter uma carteira de trabalho digital e, até mesmo, uma previsão sobre a sua aposentadoria, por meio do simulador Meu INSS.

Mas como o telefone ainda não morreu, quando se trata de dúvidas relacionadas à Previdência, existe um número que pode ser a solução naqueles momentos em que o seu sinal cai e a internet não pega ou quando você precisa agendar um atendimento no INSS.

Tendo como propósito facilitar a vida dos segurados, já faz algum tempo que o número 135 vem sendo utilizado por milhares de brasileiros.

Contemplando de 2,7 mil atendentes com capacidade para auxiliar cerca de 5 milhões de pessoas mensalmente,  o horário de funcionamento dessa central acaba sendo um diferencial, principalmente, para os trabalhadores.

Isso porque, de acordo com o próprio site da previdência o usuário pode realizar consultas e requerer benefícios entre os horários das 7 às 22h (horário de Brasília), de segunda-feira a sábado.

Além disso, outra informação muito válida, é que de acordo como a Diretoria de Atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (Dirat/INSS) existem alguns horários em que o congestionamento é menor, garantindo, assim, um atendimento mais rápido. Logo são eles:

  • Das 7h às 9h;
  • Das 16h até 22h.

Vale lembrar, também, que as solicitações de atendimento realizadas durante os sábados estão sujeitas a serem mais rápidas.

Outro detalhe importante é que as ligações feitas de telefone fixo e público são gratuitas. No entanto, as que são realizadas com aparelho celular terão o custo de uma ligação local.

Como funciona a ligação?

Para realizar uma consulta, requerimento ou tirar uma dúvida pelo número 135, o documento mais importante que você deverá ter em mãos será o seu CPF.

Isso porque, ao disponibilizar esse número você poderá prosseguir para próxima etapa da sua ligação, na qual uma secretária eletrônica irá apresentar seis opções de serviços com dígitos diferentes, sendo eles:

  • Número 01: Para validar o seu código de acesso o meu INSS;
  • Número 02: Para saber a situação do benefício no atendimento eletrônico;
  • Número 03: Para atualização cadastral do E-social;
  • Número 04: Para registrar um elogio, reclamação, sugestão ou denúncia;
  • Número 05: Para falar com um atendente, a fim de obter informações, agendar um atendimento, consulta ou benefício;
  • Número 06: Agendar e obter informações sobre revisão.

Logo, segundo o site da Previdência, por meio desses dígitos o segurado poderá ter acesso a:

  • Informação sobre os Serviços da Previdência Social;
  • Agendamento de serviços;
  • Requerimento de Auxílio Doença;
  • Marcação de Pedido de Prorrogação e Pedido de Reconsideração;
  • Consulta às Perícias Agendadas;
  • Verificação da Data de Pagamentos de Benefício;
  • Informação sobre a Situação do Benefício;
  • Inscrição do Contribuinte;
  • Registro de reclamação, sugestão, elogio e denúncia junto à Ouvidoria.

Outros documentos importantes!

Algumas informações serão solicitadas no atendimento por telefone. (Foto: iStock)

No tópico anterior, falamos que o CPF era o principal documento que você precisaria ter em mãos, ao iniciar as suas consultas pelo número 135. Contudo, vale lembrar que essa não será a única documentação a ser cobrada.

Logo, veja abaixo quais serão os outros documentos importantes nessa tarefa:

  • Número de inscrição junto à na Previdência Social ou PIS/PASEP ou o NIT.

Mas o que é o PIS, PASEP e NIT?

Basicamente, o número do PIS é o código utilizado para identificar o trabalhador de carteira assinada em empresas do setor privado. O PASEP é utilizado para os trabalhadores do setor público, já o NIT é o número que identifica os contribuintes individuais, domésticos e facultativos.

  • Número do CNPJ ou CPF do empregador;
  • Número do CPF, aos menores de 16 anos, para agendamento de Benefício Assistencial.
  • Documentos pessoais (RG, CPF).
  • O número do benefício, caso o segurando esteja recebendo o auxílio-doença.

Outros utensílios que, também, serão essenciais, na hora de entrar em contato com central 135, é o papel e caneta.  Por isso, antes de obter qualquer informação lembre-se que elas deverão ser anotadas!

E aí? Conseguiu tirar as suas dúvidas sobre central de atendimento 135?

Compartilhe coma gente a sua opinião e fique por dentro deste portal para ter mais respostas sobre o INSS!

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.9
Total de Votos: 7

Central de Atendimento 135: serviços disponíveis pelo telefone do INSS

Comente