Inscrição INSS pela internet: passo a passo para fazer online

Depois de criar o NIT, o cidadão precisa gerar a GPS para fazer a sua primeira contribuição.

A inscrição no INSS pela internet é o caminho mais fácil para ter acesso aos benefícios previdenciários, como aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade, entre outros. O processo é bem simples e pode ser realizado totalmente online, sem a necessidade de comparecer pessoalmente numa agência.

Trabalhadores autônomos e contribuintes facultativos podem se filiar ao Regime Geral da Previdência Social (RGPS) para ter acesso ao seguro social. Com isso, ele assegura o seu bem-estar nos momentos que mais precisa.

Antes de iniciar o processo de cadastro no INSS, é necessário conhecer os tipos de filiação disponíveis: as obrigatórias e facultativas. No primeiro caso se enquadram os empregados com carteira assinada, cuja inscrição é efetuada de forma automática e o recolhimento é realizado pelo empregador, com descontos na folha de pagamento. Também existe a filiação como contribuinte individual, para quem pretende pagar as contribuições de forma autônoma

No caso da filiação facultativa, o contribuinte não tem renda própria mas optou por contribuir com a Previdência Social. Essa é a situação de muitas donas de casa e pessoas desempregadas.

O que é a inscrição no INSS?

Todo trabalhador que deseja contar com o seguro social deve realizar a inscrição no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Algumas pessoas preferem fazer isso pessoalmente, comparecendo a uma agência e pegando o carnê com um atendente. Mas esse tipo de serviço também está disponível online.

Somente através desse cadastro, o cidadão consegue gerar o seu Número de Inscrição do Trabalhador (NIT). Quem já tem NIS, PIS ou PASEP, por sua vez, não precisa se inscrever. Basta utilizar esses números para gerar as guias de pagamento junto a previdência.

Como fazer a inscrição INSS pela internet?

Para se tornar um novo contribuinte é necessário se inscrever no RGPS e se responsabilizar pelas contribuições mensais, que garantem a qualidade de segurado. Só não se esqueça de que a idade mínima para se filiar à Previdência Social é 16 anos.

Veja a seguir o passo a passo para se cadastrar no INSS:

Página do CNIS

Passo 1: Acesse a página do CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais). Clique no item “Cidadão”.

Selecione a opção “Inscrição” e selecione “Filiado”

Passo 2: Na página seguinte, selecione a opção “Inscrição” e selecione “Filiado”.

Formulário de inscrição CNIS

Passo 3: preencha o formulário completo, ou seja, informar dados como nome completo, nome da mãe e CPF. Após preencher todos os campos, você deve informar o texto que aparece na imagem e clicar no botão “Continuar”.

Passo 4: na página seguinte, o sistema mostrará o seu número de inscrição, também conhecido como NIT. Esse dado é essencial para fazer qualquer tipo de procedimento, como pagar o carnê do INSS, ou seja, recolher a GPS.

Como recolher a primeira contribuição?

Depois de gerar o NIT pela internet, o trabalhador autônomo deve realizar a sua primeira contribuição. O processo é bem simples:

 

Passo 1: Acesse a área exclusiva de GPS (Guia da Previdência Social).

Passo 2: Clique no botão “Calcular guia/carnê”.

 

Passo 3: na página seguinte, clique em “Contribuintes Filiados a partir de 29/11/1999” no caso da primeira contribuição previdenciária.

Passo 4: defina a sua categoria (contribuinte individual, doméstico, facultativo ou segurado especial).

Sistema para gerar o primeiro GPS.

Passo 4: informe o número do NIT, que acabou de ser gerado na inscrição no CNIS. Preencha a captcha e clique em “Confirmar”.

Confirme as informações da tela.

Passo 5: Verifique as informações que aparecem na tela e clique em “Confirmar”.

Informe o valor da contribuição.

Passo 6: Informe a “Competência”, ou seja, o mês e ano que deseja pagar. Em seguida, preencha o “Salário de Contribuição”, conforme os seus ganhos. Vale lembrar que o INSS trabalha com o teto de R$5.839,45 neste ano de 2019. Clique em “Confirmar”.

Tela com o valor da GPS que precisa ser pago.

Passo 7: Na tela seguinte, o sistema vai mostrar o valor da contribuição. Marque a caixa de diálogo e clique no botão “gerar GPS”.

Passo 8: Pronto! O boleto para pagamento será gerado. Você pode imprimir para pagar numa agência bancária, na lotérica ou através do aplicativo do seu banco.

Boleto GPS pronto para imprimir e pagar.

Outra opção interessante para quem contribui com o INSS por conta própria é o Débito automático da Guia da Previdência Social. Com essa função, o valor da contribuição é debitado direto da conta corrente e o segurado não tem a preocupação de gerar a guia todo mês.

O serviço de débito automático foi desativado por um tempo, mas em breve estará de volta, para oferecer maior comodidade aos brasileiros. A habilitação desse serviço dependerá de uma autorização gerada através do acesso ao portal ou aplicativo Meu INSS.

Como saber se as contribuições estão em dia?

Para acompanhar as contribuições do INSS, você só precisa acessar a plataforma Meu INSS, disponível na forma de portal e aplicativo. Crie um login, informando o CPF e respondendo algumas perguntas sobre a vida trabalhista e previdenciária.

No menu principal, escolha o item “Extrato Previdenciário (CNIS)”. Esse documento apresenta, com detalhes os dados cadastrais do contribuinte e as relações previdenciárias.

O extrato do CNIS mostra informações detalhadas sobre cada recolhimento, como competência, data de pagamento, valor da contribuição e salário de contribuição.

Restou alguma dúvida sobre a inscrição INSS pela internet? Deixe um comentário.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 11

Inscrição INSS pela internet: passo a passo para fazer online

1 comentário

  • antonio pereira dos santos:

    qual o valor a ser pago

    Responder

Comente