Empregada Doméstica INSS 2018: como funciona o recolhimento

Veja as novas porcentagens e entenda como funciona o recolhimento para essa classe profissional!

Para realizar o recolhimento das contribuições da empregada doméstica INSS 2018, os empregadores devem realizar o cadastro no site do e Social.  Contudo, é importante se atentar também nas novas taxas de contribuição deste ano. Por isso, neste artigo, separamos algumas informações que podem ajudar nessa tarefa!

Esclareça as dúvidas sobre o recolhimento da Empregada Doméstica INSS 2018.

O empregador é responsável por pagar o INSS da empregada doméstica. (Foto: Divulgação)

Veja como funciona o recolhimento da empregada doméstica INSS 2018!

Quais são os benefícios em contribuir para o INSS?

O INSS é a sigla que representa o Instituto Nacional do Seguro Social, órgão criado em 1988, pertencente ao Ministério da Previdência Social, que tem dentro de suas principais funções garantir benefícios como, pagamentos de aposentadorias, auxílio-doença, pensão por morte, auxílio-acidente entre outros. Isso acontece, por meio de um recolhimento mensal que desconta uma porcentagem do salário de cada trabalhador brasileiro.  Dessa forma, classe trabalhadora deverá contribuir com uma porcentagem entre 8% a 11% de seus salários, devendo aumentar de acordo com o valor da remuneração.

O que é a guia eSocial (DAE)?

Para você que está prestes a contratar uma empregada doméstica, saiba que para esta contratação seguir todas as normas que conferem os direitos trabalhistas o pagamento da guia  eSocial (DAE) é indispensável. Isso porque, esse documento mantém as contratações formalizadas, ao ter todas as taxas de recolhimento que devem ser pagas sobre a contratação formal de uma empregada doméstica.

Outro fator importante é o cadastro da doméstica contratada e Social, que deverá ser realizado por uma qualificação cadastral com os dados como CPF e NIS e o cargo a ser ocupado. Após isso, o empregador contratante deverá realizar o seu cadastro com as devidas informações cobradas. 

Quais tributos o eSocial cobre?

As taxas cobradas no salário de um empregada doméstico são pagas por meio da Guia DAE emitida pelo empregador no site do eSocial,  referindo-se as seguintes contribuições:

  • FGTS mensal, de 8% sobre o salário;
  • FGTS de indenização por perda de emprego, de 3,2% sobre o salário (depósito compensatório mensal);
  • Contribuição previdenciária (INSS) de 8% sobre o salário — a parte paga pelo empregador (patronal);
  • Contribuição previdenciária (INSS) de 8% a 11% — a parte paga pelo empregado, com alíquota dependente da faixa de salário;
  • 0,8% do salário para o seguro contra acidentes de trabalho doméstico(GILRAT);
  • Alíquota de imposto de renda retido na fonte, caso incida, de acordo com a remuneração e as faixas do IR

É necessário gerar a guia pelo site eSocial.

Como faço para pagar as contribuições em atraso?

Após o vencimento o DAE em atraso, para emitir uma nova guia será necessário selecionar a que está em atraso e em situação de “Encerrado”. Ao clicar na guia aparecerá a opção “Editar guia”, clicando nessa opção  deverá  selecionar a opção  “Emitir DAE”. Depois de emitir a nova GuiaDAE será calculada uma multa pelo atraso que confere 0,33% ao dia, somando até o limite de 20% sobre o valor devido.

Tabela 2018

Depois de saber as principais informações sobre como fazer o pagamento referente ao recolhimento das domésticas, veja abaixo como ficou a tabela de 2018:

Valor do salário ou Contribuição (R$) – Até 1.693,72

  • Alíquota do INSS do Empregador Doméstico – 8%
  • Alíquota do INSS a ser descontada da Empregada Doméstica – 8%
  • Recolhimento Total – 16%

Valor do salário ou Contribuição (R$) – De 1.693,73 até 2.822,90

  • Alíquota do INSS do Empregador Doméstico – 8%
  • Alíquota do INSS a ser descontada da Empregada Doméstica – 9%
  • Recolhimento Total – 17%

Valor do salário ou Contribuição (R$) – De 2.822,91 até 5.645,80

  • Alíquota do INSS do Empregador Doméstico – 8%
  • Alíquota do INSS a ser descontada da Empregada Doméstica – 11%
  • Recolhimento Total – 19%

Conseguiu tirar as suas dúvidas sobre o recolhimento da empregada doméstica INSS 2018? Deixe um comentário.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

Empregada Doméstica INSS 2018: como funciona o recolhimento

Comente